Congresso Brasileiro de ciencia, gastronomia e cultura alimentar

O Occa, compreendendo que o ser humano não consome apenas de nutrientes, mas também significados relacionados aos alimentos, o OCCA considera que a alimentação media a construção e estruturação de representações socioculturais.


Assim, a cozinha de um povo não pode ser limitada a elencos de receituários e ingredientes, ou à normatização de conceitos acerca dos prazeres gustativos, mas compreendida como resultante de um conjunto de princípios simbólicos e culturais.
Por isso, o OCCA realizou entre os dias 26 e 28/Novembro de 2017, em Fortaleza, o I Congresso Brasileiro de Gastronomia, Ciência e Cultura Alimentar, com o tema: Cultura Alimentar, Regionalismo e Patrimônio. O evento foi composto por debates e mesas temáticas evolvendo questões relevantes para a compreensão da dinâmica do campo gastronômico brasileiro na atualidade.


Neste, as práticas alimentares de cada grupo social configuram-se como elemento fundamental de sua
organização social, envolvendo aspectos relacionados à produção, distribuição, preparação e consumo do alimento. Assim, nomes como Jorge Santiago, Michel Abras, Gustavo Gutterman, Cláudia Leitão, Beatriz Beltrão e Valéria Laena, abordaram as práticas alimentares, as cozinhas e os saberes culinários como experiência geradora de pertencimento, de distinções, de hierarquias, de hábitos e de costumes, constituindo patrimônios vivos, sujeitos a mudanças, resistências e ressignificações.

Observatório Cearense da Cultura Alimentar

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now